Estudar nos EUA

Os EUA são o mais popular destino para intercâmbio em todo o mundo, atraindo mais pessoas interessadas em estudar no exterior que qualquer outro país.

Estudar nos EUA

Os EUA são o mais popular destino para intercâmbio em todo o mundo, atraindo mais pessoas interessadas em estudar no exterior que qualquer outro país.

A enigmática nação é líder mundial no comércio e na economia e suas decisões políticas influenciam o mundo como um todo. A América exerce ainda uma grande influência na cultura contemporânea global. É um país etnicamente diverso e multicultural, que foi moldado pela colonização e migração em massa.

É uma vasta nação composta por 50 estados, cada um deles com algo diferente a oferecer a um estudante acadêmico ou de intercâmbio. De vilarejos rurais pitorescos a agitadíssimas cidades, de pequenas faculdades a grandes universidades, os EUA encaixam-se em qualquer gosto.

Caso tenha optado por estudar nos EUA, saiba que os institutos de educação americanos oferecem o estado da arte em termos de instalações e excelentes recursos. A educação nos Estados Unidos é baseada em qualidade e flexibilidade e possibilitará que você realize seu próprio sonho americano.

No país, há diferentes tipos de instituições no sistema de educação superior. Universidades estaduais e privadas oferecem cursos de graduação e pós-graduação. As universidades estaduais possuem taxas mais baixas que as particulares, mas os tamanhos das turmas são maiores.

As faculdades comunitárias (community colleges) oferecem programas de dois anos de duração, enquanto as faculdades técnicas e profissionalizantes preparam os alunos para uma área específica, oferecendo cursos especialmente desenhados para esse fim.

Se a sua intenção é estudar inglês nos Estados Unidos, tenha certeza que haverá um curso adequado a você, qualquer que seja o seu nível. Estudar inglês nos EUA possibilitará que converse com nativos da língua todos os dias.

 

Tipos de Institutos e Cursos

 

O sistema de ensino superior dos EUA é amplo e variado, possibilitando uma vasta gama de opções para estudos e intercâmbio. Para quem planeja estudar a graduação ou pós-graduação nos Estados Unidos, há universidades estaduais e particulares. As primeiras têm taxas mais baixas que as universidades privadas, mas as classes têm maior número de participantes. Já as faculdades comunitárias (community colleges) disponibilizam programas de dois anos de duração, enquanto as faculdades técnicas e profissionalizantes são voltadas para aqueles que querem estudar visando preparar-se para o mercado de trabalho.

Cursos de inglês são oferecidos por diversas escolas de idiomas. Entretanto, nos Estados Unidos, apenas instituições credenciadas pelo Student and Exchange Visitor Program-SEVP (Programa de Estudantes e Visitantes de Intercâmbio) são autorizadas a aceitar estudantes de outros países. Para uma lista completa de instituições credenciadas a oferecer cursos de inglês em regime de intercâmbio e suas informações de contato, use a ferramenta de busca School Search no site Study in the States (Estude nos EUA).

 

Vistos e Requisitos para Entrada

 

Como Aplicar

Os procedimentos de aplicação requerem planejamento e preparação cuidadosos. É aconselhável iniciar o processo o mais cedo possível. Há diversas opções de aplicação, mas o padrão é aplicar diretamente com a instituição na qual gostaria de estudar. Cada uma delas exige um requisito diferente e os critérios para ingresso podem ter grande variação. Então, tenha certeza de ter checado todas as exigências na área de aplicação internacional no site da instituição de seu interesse.

A seção de aplicação do Education USA disponibiliza informações a respeito, assim como a seção “Estudar nos Estados Unidos”, da missão diplomática americana no Brasil.

Requisitos de Entrada

Como dito anteriormente, os requisitos de admissão podem diferir consideravelmente entre as instituições americanas. Você deve visitar as seções internacionais das faculdades e universidades nas quais está interessado ou contatar diretamente o departamento de admissões internacionais da instituição para esclarecer qualquer dúvida sobre cursos e intercâmbio.

Vistos

Estudantes de outros países que pretendem realizar intercâmbio e cursos de período integral precisam solicitar um visto nos consulados e embaixadas dos EUA. O visto somente poderá ser requerido depois que sua inscrição já tiver sido aceita por uma escola certificada SEVP. Há diferentes tipos de visto para cidadãos não americanos que queiram estudar nos Estados Unidos:

Visto de estudante F1: o mais comum para estudantes de outros países. É adequado para os que desejam estudar numa faculdade ou universidade reconhecida nos EUA, estudar inglês em uma universidade ou ainda participar de um curso intensivo de inglês em uma escola de idiomas.

Visto de intercâmbio J1: válido para estudantes que já estejam fazendo um curso em uma instituição acadêmica fora dos Estados Unidos e que pretendem estudar por um semestre ou até um ano em uma instituição americana como parte do currículo.

Visto de estudante M1: para os que desejam participar de estudos profissionalizantes ou não acadêmicos ou ainda de treinamentos nos EUA .

Para mais informações sobre a concessão de vistos, acesse a seção Student Visa no site do Bureau de Assuntos Consulares dos EUA (em inglês) ou a seção de Vistos do site da missão diplomática americana no Brasil (em português).

Trabalhar e Estudar nos Estados Unidos

Se você tem um visto F1, é possível trabalhar no campus durante o período de estudo nos EUA. O trabalho tanto pode ser casual quanto relacionado ao seu curso. Você poderá começar a trabalhar até 30 dias antes do seu primeiro semestre escolar.

Caso o visto seja do tipo J1, com permissão do patrocinador (universidade, órgão governamental ou empresa responsável) você poderá trabalhar durante o período de estudo no campus.

Com os vistos F1 e J1, você também estará apto a realizar trabalhos voluntários fora do campus, desde que não receba qualquer forma de compensação (salário, remunerações, bônus, ajuda de custo e outros benefícios). Além disso, você não poderá ocupar a vaga de um trabalhador americano, assumindo como voluntário em um cargo que era anteriormente pago.

Após seu primeiro ano de estudo, você poderá se candidatar a uma permissão para trabalho fora do campus por até 20 horas semanais se você tiver um visto F1 ou J1. Entretanto, não é garantido que seu pedido será concedido.

Para detalhes, consulte o Bureau de Assuntos Consulares.